E Joana, mulher de Cuza, procurador de Herodes, e Suzana, e muitas outras que o serviam com seus bens.    

Lucas 8:3 

Jesus quebrou muitos paradigmas em Sua época, principalmente com relação às mulheres, valorizando-as, pois a dedicação das mesmas ao Mestre foi ímpar, além de contribuírem com bens materiais no Seu ministério. Os judeus naquela época discriminavam as mulheres, e elas não eram ouvidas nem valorizadas. Estas atitudes eram consideradas inaceitáveis, porque um judeu em hipótese alguma falaria com uma mulher em público, mas para nosso Senhor estas coisas não importavam, Ele colocava-se à disposição para ouvi-las e as valorizava independente das atitudes dos próprios discípulos. Jesus veio para salvar a todos independente de serem homens, mulheres ou crianças. Se o aceitarmos como nosso Salvador, teremos a vida eterna. E o testemunho é este: que Deus nos concedeu a vida eterna, e essa vida está em seu Filho!” (1Jo 5:11).

Artigos Relacionados

Exercitando o amor no casamento, sexta-feira
1 João 4:8:8 Aquele que não ama não conhece a...
A importância do culto doméstico-quarta-feira
 A palavra de Cristo habite em vós abundantemente, em toda...